quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

1° de janeiro: Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Ave Maria Imaculada!

O Verbo tomou de Maria a nossa condição humana


"O Verbo de Deus veio para socorrer a descendência de Abraão, como afirma o Apóstolo, e por isso devia tornar-Se semelhante em tudo aos seus irmãos e assumir um corpo semelhante ao nosso. É para isso que Maria está verdadeiramente presente neste mistério; foi d’Ela que o Verbo assumiu como próprio aquele corpo que havia de oferecer por nós. A Sagrada Escritura recorda este nascimento e diz: Envolveu-O em panos; além disso, proclama ditosos os peitos que amamentaram o Senhor e fala também do sacrifício oferecido pelo nascimento deste Primogénito. O anjo Gabriel tinha anunciado esta concepção com toda a precisão e prudência; não lhe disse: 'O que há-de nascer em ti', como se tratasse de algo extrínseco, mas de ti, para indicar que o fruto deste nascimento procedia realmente de Maria.

O Verbo, ao tomar a nossa condição humana e ao oferecê-la em sacrifício, assumiu-a na sua totalidade, para nos revestir depois a nós da sua condição divina, segundo as palavras do Apóstolo: É preciso que este corpo corruptível se revista de incorruptibilidade e que este corpo mortal se revista de imortalidade.

Estas coisas não se realizaram de maneira fictícia, como disseram alguns. Longe de nós tal pensamento! O nosso Salvador foi verdadeiramente homem e assim alcançou a salvação do homem na sua totalidade. Não se trata de uma salvação fictícia, nem se limita a salvar o corpo: o Verbo de Deus realizou a salvação do homem todo, isto é, do corpo e da alma.

Portanto, era verdadeiramente humana a natureza do que nasceu de Maria, segundo as divinas escrituras; era verdadeiramente humano o corpo do Senhor. Verdadeiramente humano, quero dizer, um corpo igual ao nosso. Maria é, de facto, nossa irmã, porque todos descendemos de Adão.

O que João afirma ao dizer: O Verbo Se fez homem, tem um significado semelhante ao que se encontra numa expressão paralela de São Paulo quando diz: Cristo fez-Se maldição por nós. Pela união e comunhão com o Verbo, o corpo humano recebeu um enriquecimento admirável: era mortal e passou a ser imortal, era animal e converteu-se em espiritual, era terreno e transpôs as portas do Céu.

Por outro lado, a Trindade, mesmo depois da encarnação do Verbo em Maria, continua a ser a mesma Trindade, sem aumento nem diminuição, permanecendo sempre na sua perfeição absoluta. E assim se proclama na Igreja: a Trindade numa única divindade; um só Deus, no Pai e no Verbo."

(Liturgia das Horas - Das Cartas de Santo Atanásio, bispo

Epist. ad Epictetum, 5-9: PG 26, 1058. 1062-1066 - Sec. IV)




"Hoje se manifesta um admirável mistério: unem-se em Cristo as duas naturezas; Deus faz-Se verdadeiro homem e permanece verdadeiro Deus."


(Liturgia das Horas - Laudes

Antífona que precede o Benedictus)


Ó pura Mãe, nos protegei...!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Mensagem da Assessora!

Vem Jesus, ó Rei divino, ao meu pobre coração...!

O presépio é uma escola de vida, do qual podemos aprender o segredo da verdadeira felicidade




O Natal hoje!


O presépio é uma escola de vida, do qual podemos aprender o segredo da verdadeira felicidade. Esta não consiste de muitas posses, mas em nos sentirmos amadas pelo Senhor, em doar-se aos outros e no querer bem.

Olhemos para o presépio: Nossa Senhora e São José não parecem uma família de muita sorte; tiveram seu filho em meio a grandes dificuldades; e, no entanto, estão plenos de alegria interior, porque se amam, se ajudam, e, principalmente, porque estão certos de que Deus está a operar em sua história, o Qual se fez presente no pequeno Jesus.


Para sermos felizes, necessitamos não apenas de coisas, mas também de amor e de verdade: necessitamos de um Deus próximo, que aqueça nosso coração, que responda aos nossos anseios mais profundos.


Desejo lhe neste Natal uma graça muito especial para você, que imploro junto ao Santuário de nossa Mãe e Rainha; com Ela encontramos com mais facilidade a pessoa de Jesus e o colocamos no centro de nossa vida.



Com alegria desejo-lhe um Feliz e Santo Natal!
Ir. M. Jacinta Donati
Assessora Regional da Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt


Santuário: nosso Belém!

domingo, 19 de dezembro de 2010

4º Domingo do Advento


"A quarta vela marca os passos de preparação para acolher o Salvador, nossa expectativa da chegada definitiva da Luz ao mundo. Simboliza ainda nossa fé em Jesus Cristo, que ilumina todo homem que vêm a este mundo e também os ensinamentos dos profetas, que anunciaram a chegada do Salvador."


Oração:
Céus, deixai cair o orvalho, nuvens, chovei o justo; abra-se a terra, e brote o Salvador!












"Querida Mãe de Deus, desperta em nós uma profunda saudade do Natal e da vinda de Jesus. Na noite Santa de Belém, deste-nos Jesus. Neste Natal, gera-o novamente, em nosso coração. Implora conosco por este mundo distante de Deus. Que neste Natal ele reencontre Jesus, a Luz do mundo. Contigo suplicamos:

'Vem Jesus, ó Rei divino, ao meu pobre coração! Eu te espero com saudade, alegria e gratidão. Se o mundo te rejeita com dureza e rigor, minha alma te acolhe com ternura e amor!"

(Folheto "Aliança de Amor" - Irmãs de Maria de Schoenstatt)





domingo, 12 de dezembro de 2010

"O céu toca a terra!"


No último dia 08 de dezembro, dia em que celebramos a festa da Mãe Imaculada, o céu tocou a terra com a entrega de Lúcia Muniz e Terezinha do Carmelo, Salvador, BA, em sua Consagração de Vida de Membros da Lafs.





“O grande modelo, o grande compêndio de todas as verdades católicas foi, desde sempre, para o pensar católico, a imagem da querida Mãe de Deus, neste caso, a imagem da Imaculada. (...) A profissão de fé na Imaculada é um Magnificat pelo poder e pela grandeza, pela misericórdia de Deus que se revelou na vida da Imaculada, da Bendita entre as mulheres, que também quer revelar-se na nossa própria vida.'
Júbilo e gratidão envolvem nossa alma, pois Deus nos escolheu como seus pequenos instrumentos, para dizer o nosso SIM, através de uma entrega mais profunda à Mãe de Deus e sua Obra.
Pedimos a Deus e a Mãe de Deus que aceite a doação de suas filhas e seu sim pronto, alegre e heróico à vontade amorosa do Pai Eterno."

(Acolhida da Santa Missa de Consagração)





"Eis que chegou o dia. Estamos aqui, diante de ti Mãe querida, sob o olhar de Deus Pai para aprofundar a nossa Aliança de Amor contigo e com o teu Filho muito amado, Jesus. Eis-nos aqui para que, como Filhas de Maria, assumamos de forma permanente o apostolado leigo, numa total disponibilidade, seviçalidade e entrega a Jesus para sermos no mundo, um Tabernáculo Vivo.

Nossa gratidão e júbilo porque escolheste o ano de 2010 para nossa Consagração de Vida de Membros da Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt. Ano jubilar em que a Família de Schoenstatt celebra grandes marcos históricos: 60 anos da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, 100 anos de ordenação sacerdotal do nosso Pai Fundador, Pe José Kentenich, 90 anos da Liga Apostólica Feminina de Schoenstatt.

Nossa gratidão e júbilo porque escolheste a data 08 de dezembro, dia em que a nossa Igreja celebra a Imaculada Conceição.

Nossa gratidão e júbilo porque escolheste a data 08 de dezembro para registrar em nossos corações de liguistas, a força e o sentido da nossa missionaridade em Schoenstatt.

No dia 08 de dezembro de 1920, em Schoenstatt, a primeira mulher a ser admitida no Movimento, pelo nosso Pai Fundador, a condessa Gertraud von Bullion fez a sua Consagração a Mãe Rainha e, assim torna-se co-fundadora da ala feminina no Movimento Apostólico de Schoenstatt. Recordando esse acontecimento de fundação, nosso olhar de gratidão se volta para a mulher Gertraud que foi escolhida por Deus como instrumento para que, através de sua vocação participar do carisma do nosso Fundador, despertando vocações, desenvolvendo e ampliando o Ramo Feminino no Movimento.

No Mistério de Schoenstatt, Gertraud encontrou a vitalidade do carisma, nele viveu e amadureceu para a realização de sua vida e para plenificação, numa livre doação de amor e magnânima disponibilidade para o serviço do apostolado leigo, em todos os espaços do convívio humano.

Em 08 de dezembro de 1940 o nosso Pai Fundador disse:
“Nós devemos esta ilimitada fecundidade do ramo feminino, em primeiro lugar, àqueles que literalmente se consumiram pela sua singeleza grandiosidade feminina. Eu penso, antes de tudo, em Gertraud Von Bullion... Eu reverencio a sua grandiosidade.”

Nossa gratidão e júbilo a Mãe de Deus, nossa Rainha, Mãe e Educadora, a Deus Pai, a Deus Filho e a Deus Espírito Santo, Trindade Santa, ao nosso Pai Fundador, Pe José Kentenich que, como sacerdote, lá no céu nos inclui no 18 de outubro de 1914.
Assim, com o coração em júbilo hoje, 08 de dezembro de 2010, ousamos dizer como Maria:

“Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva.” Amém!

Santuário Tabor Matris Salvatoris – SSA/BA
Lúcia Muniz e Terezinha do Carmelo.









3º Domingo do Advento

A terceira vela acesa nos convida à alegria e ao júbilo pela aproximação da chegada de Jesus. A cor litúrgica de hoje, o rosa, indica justamente o Domingo da Alegria, ou o Domingo Gaudette, onde transborda nosso coração de alegria pela proximidade da chegada do Senhor. Esta vela lembra ainda a alegria celebrada pelo rei Davi e sua promessa que, agora, está se cumprindo em Maria.



Oração: "Alegrai-vos sempre no Senhor! De novo vos digo: Alegrai-vos! O Senhor está perto!"





A seguir uma breve história que nos ajuda a refletir sobre a mensagem deste 3º Domingo do Advento, que nos aponta a verdadeira felicidade na expectativa do nascimento do Deus menino:



Advento



"Conta-se de um homem que, no Advento, passou pelas ruas da cidade, iluminadas e enfeitadas, para comprar presentes de Natal para sua família. Ele ainda não tinha pensado em lgo concreto, mas, com certeza, encontraria algo entre as milhares de coisas que estavam expostas nas lojas.


Quando ia atravessando as ruas no meio da multidão carregada de pacotes e pacotinhos, mas em cujas faces não brilhava nada do mar de luzes, pensou: 'Deve haver também presentes que não se pode comprar, os quais não se precisa empacotar e não precisam ser registrados no caixa. Deve também hoje, quando os homens estão envoltos nas coisas materiais, haver algo que simplesmente não se pode pagar.' E, repentinamente, este senhor teve clareza: 'Nesta semana de preparação dos presentes, eu quero fazer pequenos presentes de amor. Ao filho mais velho darei o presente que ele há tanto tempo deseja, mas nunca consegui: jogarei xadrez com ele; com o filho de minha preocupação, estudarei matemática e o ouvirei quando chegar com seus problemas, para os quais até agora nunca tive tempo; para a menor, contarei histórias....' - e seu coração já se alegrava, pensando na felicidade da pequena. Para seu amigo que morava sozinho na cidade, não apenas enviaria um cartão de Feliz Natal, mas escreveria uma carta, na qual recordaria a amizade antiga.


E sua esposa....Lá estava ela, de repente, diante dele, no meio de toda aquela multidão. Ela o olhou...suas mãos estavam vazias. Ainda não tinha nenhum presente de Natal. Mas ela percebeu um brilho que irradiava em sua face. Um pouco surpreendido, ele disse: 'Eu ainda não comprei nenhum presente, mas me diz o que você espera ganhar.' Então, ela se encorajou e disse baixinho: 'Quero que você, depois de tantos anos, me diga denovo que me ama....afinal, na Noite de Natal, na qual Deus nos entrega o grande presente de seu Amor, nossos presentes também devem falar de amor...'


E foi o mais belo Natal que esta familia vivenciou."



sábado, 4 de dezembro de 2010

2° Domingo de Advento

Chegou a hora de acendermos a segunda vela da coroa do Advento...


"A segunda vela acesa nos convida ao desejo de conversão, arrependimento dos nossos pecados e também o compromisso de prepararmos, assim como São João Batista, o caminho do Senhor que virá. Esta vela lembra ainda a fé dos patriarcas e de São João Batista, que anuncia a salvação para todos os povos."





Nosso Pai e Fundador nos recomenda uma belíssima leitura e reflexão para o tempo do Advento:



"Se quiserem ler algo singularmente claro e belo, e despertá-lo na alma, então deixem atuar sobre si as Antífonas do Ó. Leiam como aí é descrito o Salvador que vem, vejam sobre que imagens e grandes pontos de vista Ele é apresentado. Deixem ecoar na alma todo o grande mar de saudade, amor e penitência que aqui se resume em breves palavras. Assim talvez, começou também, a seu tempo, a nossa vida espiritual. Assim deve representar agora um renovado começo.(...)

Se acharem bom e sentirem prazer, rezem as Antífonas do Ó com grande cordialidade e intimidade, todos os dias. Mas lembrem-se da tríplice vinda do Salvador, do Mestre e do Esposo das almas. E deixem consoar e ecoar, mais fortemente, os sinos da verdadeira alegria do Advento. Com a Igreja rezamos:

Ó Sabedoria da boca do Altíssimo, que abrange o começo e o fim e compenetra tudo com sua força e brandura! Vem, mostra-nos o caminho do reconhecimento.

Ó Adonai, Deus forte, condutor da casa de Israel! Aparecestes a Moisés no fogo da sarça ardente e lhe deste a lei do Sinai. Vem, salva-nos com teu braço levantado.

Ó rebento da raiz de Jessé e estandarte dos povos! Em tua frente emudecem os reis e os povos clamam por ti. Não tardes mais, vem libertar-nos!


Ó chave de Davi e cetro da casa de Israel! Tu abres e ninguém fecha, tu fechas e ninguém abre. Vem e liberta os cativos que jazem no cárcere no meio das trevas e das sombras da morte.


Ó Oriente, Tu surges, brilho da luz eterna e sol da justiça! Vem e traze-nos tua luz, traze-a a todos os que jazem nas trevas e nas sombras da morte.


Ó Rei dos povos, saudade de todos os homens, pedra angular que reúne o que estava separado! Vem e salva os homens que criaste do barro.


Ó Emanuel, nosso Rei e Juiz, saudade dos povos e Redentor! Vem salvar-nos, Senhor Deus nosso!"



(Pe. José Kentenich - Homilia de 6 de dezembro de 1931)




Que meu nome seja uma estrela neste novo Belém!

Que meu nome seja uma estrela nesse novo Belém!

Através do site oficial do Movimento de Schoenstatt, há alguns anos, é possível enviarmos nossos nomes para ser uma estrela no Santuário Original, na Noite Santa do Natal...



Clique aqui
e faça com que seu nome também seja uma estrela para o Menino Jesus!

MAIS NOTÍCIAS